sexta-feira, abril 21, 2017

domingo, abril 16, 2017

:_:

passas sol, 
a chuva leva merda atrás dos teus sapatos de ouro gasto, 
linda feia, 
solta presa, 
o contrário da meta do teu sorriso é o fecho dos teus passos, 
sabes? 
sou o que te lembraste a adormecer, 
o envio do teu ser para o recôndito deste universo podre, 
para dar luz, 
para soprar vida, 
e depois voltar a parecer um raio de sol preso no olhar, 
e no fim? 
no fim ficar a olhar para o tempo 
que se esvai no círculo concéntrico de 
querer não estar só…..



sexta-feira, abril 14, 2017

Putas das palavras fáceis....

As putas das palavras fáceis passearam
Por cima do sol do entardecer,
Revelou-se este objetivo de concubinato
Num dia de calor expressivo,
Quando até as paredes gritavam de suor em rimas
Indecifráveis,
E foram elas,
As ditas putas,
A inspirar vida naquele cubículo perdido
Pelo tempo,
E com os relógios a correr sem passos,
Foi a provável mentira de tudo isto
Quem saiu vencedora de uma ficção
Que não tem palavras para definir

Maior mentira que o passar dos dias….

quinta-feira, abril 06, 2017

Odeio Poemas....


Este é o poema dos poemas
Que menos poema pode ser,
Só porque ser um poema, no 

Fundo nada tem de poema,…

Apenas porque os poemas lamentam
O que de dececionante têm os poemas,..

No fundo ser um poema é talvez mesmo
Um poema pela manhã,…

Já que à noite os poemas dormem,
E os poetas recusam-se a fazer poemas assim…..





Publicação em destaque

Depois de almoço V

faço férias felizmente findo farto, fazer de fausto, fiz o fusco, farturas feitas fim, finalmente findo firo, a finalizar.....